Ainda sem líder na Câmara, o problema do 7° andar é falta de espaço no governo para a fila de ocupantes

21 de março de 2022 - 17:52
Por Sônia Bettinelli

Os  petistas Tiago Silveira e Nadir Jesus terão participação relâmpago nas comissões permanentes da Câmara de Vereadores de São Leopoldo, isso porque a composição foi definida no dia 15 e eles deixarão a Casa no final do mês. Os titulares Nestor Schwertner e Marcel Frison assumem suas vagas para concorrer em outubro.

Indicação da bancada

A composição das comissões se dá pela proporcionalidade das bancadas na Casa, ou seja, as vagas de Nadir e Tiago serão definidas pela bancada do PT.

PT perderá duas presidências

No entanto, como a vereadora suplente Nadir ocupa presidência da comissão de Finanças e Direitos Humanos, automaticamente o vereador Brasil Oliveira (PSD), hoje vice das Finanças assumirá a presidência. Já o pedetista Rafa Souza assumirá a presidência dos Direitos Humanos. Nos dois casos o PT indicará a vaga remanescente

Eleição para mesa

Já sobre a vaga de secretário na Mesa Diretora, hoje ocupada pelo petista Tiago Silveira, será nova eleição no plenário. A tendência ou a lógica é que a secretaria da Mesa fique com o PT, isso contando com a maioria dos votos. Mas como o movimento na política se assemelha à movimentação das nuvens, tudo pode acontecer.

Vacância

Passados dois meses, o governo Vanazzi não tem um líder no plenário da Câmara de Vereadores. A inclusão de projetos do Executivo é  solicitado ora por um, ora por outro vereador.

Falta espaço 

Mas quem conhece o ambiente interno do sétimo andar garante que a liderança no plenário não é problema diante da falta de espaço para o número de “ocupantes”, movimento decorrente de quem sai da Câmara, vai para o governo e o contrário também. Nesse aspecto, “a vida está difícil”.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo