Identificado um caso de dengue em criança moradora do bairro Santo André em São Leopoldo

8 de março de 2022 - 17:48

Na primeira semana de março foi identificado um caso de dengue em uma criança, no bairro Santo André, durante as fiscalizações da Vigilância em Saúde. As autoridades da Secretaria Municipal de Saúde (Semsad) alertam para a importância de se tomar os cuidados preventivos contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença.

De acordo com o diretor da Vigilância, André Ellwanger, este foi um caso “autóctone” , ou seja, que ocorreu por transmissão local, na região. “Já recebemos mais cinco notificações de suspeita em três endereços nas proximidades”, disse.

O órgão informa que agentes de endemias já fizeram Pesquisa Vetorial Especial (PVE) na localidade da ocorrência. O inseticida já foi devidamente aplicado na sexta-feira, 4 de março. Na quarta-feira, dia 9, está agendada a segunda aplicação.

André lembra que o mesmo mosquito também transmite o Zika vírus e a Chikungunya. “As crianças são grupo de risco para as arboviroses, como o Aedes e os transmissores da Febre Amarela”, reforça.

Para a bióloga da Vigilância Ambiental, que faz parte da Vigilância em Saúde, Cíntia Hartmann, é importante ressaltar a necessidade de eliminarmos locais com acúmulo de água que podem servir de criadouros para insetos. “Toda a população deve ajudar e participar. Tanto na eliminação desses criadouros, como também recebendo os agentes de combate às endemias que realizam as visitas de prevenção”, disse.

Além da eliminação de criadouros, também é indicado o uso de telas em portas e janelas, e de repelentes. Ela explica ainda que, quando é recebida a notificação de um caso suspeito, é feita uma série de visitas de orientação e verificação de possíveis focos em um raio de 150 m a partir da residência do caso.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo