CDL/SL e Procon apostam em vendas, mas alertam sobre o endividamento das famílias

15 de dezembro de 2021 - 17:23
Por Sônia Bettinelli com colaboração de Luis G Zambrzycki

Faltando dez dias para o Natal, lojistas apostam em boas vendas e o Procon intensifica as ações e recomendações na hora das compras. No Berlinda News Entrevista de hoje (15), a diretora do Procon, Neusa Azevedo e a fiscal Cibele Prado destacaram pontos importantes.

“A primeira recomendação é que as pessoas não se endividem. Compras em muitas parcelas, com a justificativa que o valor é baixo, tipo R$ 30 reais, pode virar uma dívida enorme. Pergunte o valor do juro, uma compra de R$ 120, por exemplo, por conta do juro pode chegar a R$ 300 pelo juro”, alerta Neusa Azevedo.

Cibele Prado e Neusa Azevedo

Troca de produtos

“O consumidor não pode sair da loja sem as informações corretas sobre a política da empresa em relação às trocas. Isso evitar aborrecimentos”, recomenda Cibele.

Mais realista que otimista

Com a expertise de 15 anos na presidência da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e mais que isso como empresário, Olinto Menegon está mais realista que otimista.

“Claro que as pessoas irão fazer compras e quero muito que todos possam fazer isso sem comprometer o orçamento e principalmente se endividar. Hoje pela manhã olhei no sistema nacional das CDLs e 75% das famílias brasileiras estão endividadas. Como será no início do ano com a inflação e o pagamento das dívidas?”, questiona Menegon.

Tentativa de retomada

“Desde março de 2020 sentimos muito e sofremos muito pelas consequências da pandemia. Seguimos  com muita dificuldade, mas vendo que esse é o momento de tentativa de retomada. Esperamos que 2022 melhore, mas os números são preocupantes”, disse Menegon.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo