Esteio terá mutirão de segunda dose da vacina contra a Covid-19 neste sábado (04)

3 de dezembro de 2021 - 16:11
Por Prefeitura/Esteio

Mais de 5 mil esteienses que deveriam ter recebido a segunda dose do imunizante contra a Covid-19 ainda não foram na sede da Secretaria Municipal da Saúde completar o ciclo vacinal, medida fundamental para a proteção completa.
Eles terão mais uma oportunidade de receber a vacina neste sábado (4), entre 8h30min e 12 horas, quando a SMS (Avenida Padre Claret, 666) estará de portas abertas para mais um mutirão de vacinação.

Moradores de Esteio que já estão no período de receber a Dose 2 da Coronavac (que deve ser aplicada 28 dias depois da Dose 1), Pfizer e Astrazeneca (ambas devem ser aplicadas oito semanas depois da Dose 1) poderão aproveitar a oportunidade de colocar a imunização em dia e aumentar a prevenção contra a doença que assusta o mundo. Não há necessidade de agendar horário: basta ir na SMS com documento de identificação com foto e o cartão de vacina entregue quando da aplicação da primeira dose..

Segundo a estimativa da SMS, o equivalente a 8,5% dos habilitados a completar a imunização ainda não receberam a segunda infeção em Esteio

Dose de reforço
Pessoas acima de 18 anos, independente de comorbidades, que tenham concluído a imunização com duas doses da Coronavac, Astrazeneca e Pfizer há, pelo menos, cinco meses, e imunodeprimidas (veja lista abaixo) que completaram o esquema vacinal há, no mínimo, 28 dias, podem fazer a dose de reforço da vacina contra a covid.

A injeção deve ser agendada no site www.esteio.rs.gov.br/vacina e a aplicação também ocorre na sede da SMS. Quem não conseguir agendar pelo sistema poderá utilizar o telefone 3433-8400 (Ramal 1), das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Por enquanto, não há agenda aberta para dose de reforços para quem foi imunizado com a Janssen em Esteio. Assim que a SMS receber a vacina, será aberto agendamento através do site.

Segunda dose
Quem deve fazer a segunda dose pode procurar a SMS de segunda a sexta, de preferência no mesmo horário que recebeu a aplicação da dose inicial. Não há necessidade de agendamento.

A dose complementar deve ser aplicada 28 dias depois da primeira dose se for o imunizante Coronavac e em oito semanas se for Pfizer ou Astrazeneca.

A primeira dose, por sua vez, está liberada para pessoas acima dos 12 anos, independentemente de comorbidades. Ela deve ser agendada pelo site www.esteio.rs.gov.br/vacina.

De acordo com registros da Secretaria Estadual da Saúde (SES), disponibilizados no site vacina.saude.rs.gov.br, até as 17h desta quinta-feira (2) já haviam sido aplicadas 65.263 doses iniciais da vacina em moradores de Esteio (incluindo vacinados em outras cidades), o que representa 81,3% da população esteiense. Além disso, já foram aplicadas 57.443 injeções de segunda dose ou dose única, ou seja, o equivalente a 71,9% da população esteiense já está com o ciclo vacinal completo. Quanto ao reforço, 9.567 doses foram aplicadas. Isso representa 11 % da população ou 16% das pessoas que receberam a segunda dose.

Mutirão de aplicação da segunda dose
Quem pode ser vacinado: Passoas acima de 12 anos que receberam a primeira dose da Coronavac há, pelo menos, 28 dias, e da Astrazeneca e Pfizer há, pelo menos, oito semanas
Quando: Sábado (4)
Horário: Das 8h30min às 12h
Local: Secretaria Municipal de Saúde (Avenida Padre Claret, 666 – Centro)
Onde agendar: Não é necessário
Documentos a serem apresentados na vacinação: Documento de identificação com foto e comprovante de vacina entregue na primeira dose

Aplicação regular da dose de reforço – terceira dose
Quem pode ser vacinado: Pessoas acima dos 18 anos que receberam a segunda dose da vacina há, pelo menos, cinco meses e pessoas imunodeprimidas* que receberam a segunda dose há, pelo menos, 28 dias
Local: Secretaria Municipal de Saúde
Onde agendar: Pelo site www.esteio.rs.gov.br/vacina. Quem não conseguir agendar pelo sistema poderá utilizar o telefone 3433-8400 (Ramal 1), das 8h às 12h e das 13h às 17h
Documentos a serem apresentados na vacinação: Comprovante de residência, documento de identificação e carteira de vacinação das doses anterior /  imunodeprimidos*: comprovante de residência, documento de identificação, carteira de vacinação das doses anteriores e documento que ateste a doença imunossupressora grave (laudo médico ou prescrição de medicamento de uso contínuo para as doenças relacionadas ou exame com laudo conclusivo)

Aplicação regular da segunda dose
Quem pode ser vacinado: Pessoas acima dos 12 anos que receberam a primeira dose da vacina Coronavac há 28 dias ou que receberam a Astrazeneca e Pfizer há oito semanas
Local: Secretaria Municipal de Saúde
Onde agendar: Não há necessidade. Basta ir na SMS, de segunda a sexta-feira, de preferência no mesmo horário que recebeu a dose inicial
Documentos a serem apresentados na vacinação: Documento de identificação e carteira de vacinação

Aplicação regular da primeira dose
Quem pode ser vacinado: Pessoas acima dos 12 anos
Local: Secretaria Municipal de Saúde
Onde agendar: Pelo site www.esteio.rs.gov.br/vacina. Quem não conseguir agendar pelo sistema poderá utilizar o telefone 3433-8400 (Ramal 1), das 8h às 12h e das 13h às 17h
Documentos a serem apresentados na vacinação: Comprovante de residência e documento de identificação

* Imunodeprimidos – doenças associadas: imunodeficiência primária grave; quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 <200 céls/mm3, uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune (Metotrexato, Leflunomida, Micofenolato de mofetila, Azatiprina, Ciclofosfamida, Ciclosporina, Tacrolimus, 6-mercaptopurina, Biológicos em geral (infliximabe, etanercept, humira, adalimumabe, tocilizumabe, Canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte, Secukinumabe, ustekinumabe), Inibidores da JAK (Tofacitinibe, baracitinibe e Upadacitinibe); pacientes em hemodiálise; pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo