PSB de São Leopoldo sob nova direção com autonomia e resistência

2 de novembro de 2021 - 15:26
Por Sônia Bettinelli

E sobre a política leopoldense vale ficar de olho nos movimentos do PSB da cidade, agora presidido por Diego Specht e em sintonia total com o mandato do vereador Lemos. Em reunião da executiva duas palavras chamam atenção: resistência e autonomia. ” Com a possibilidade de colocar à disposição ou abrir mão de espaços no governo em apoio ao mandato e autonomia do vereador”, uma das falas da reunião da nova executiva no final de semana.

Sétimo andar

Entre as deliberação da nova executiva, uma é agenda com o prefeito Vanazzi para “informar” a nova composição do partido e o posicionamento político. Conforme Diego Specht, nos próximos dias isso poderá ocorrer, logicamente depende da agenda do sétimo andar.

Decisões internas

E também nos próximos dias, a executiva socialista terá um debate interno sobre posicionamento de filiados, incluindo aqui, suplentes. A princípio, quando suplente assumir, a posição no plenário será a mesma do titular, ou seja, por decisão partidária e não externa.

Entendimento/rompimento

O PSB mantém esse posicionamento do mandato fica claro que só há dois caminhos na relação com o governo: entendimento ou rompimento.

Mandato do povo

Entre os socialistas a prioridade é mostrar que o vereador Lemos foi o mais votado na cidade em 2020 sempre destacando que faria seu mandato, suas decisões e seus votos para beneficiar o povo. “É o que está fazendo e seguirá assim”, diz um socilaista.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo