Governistas ignoram projeto de redução de RPVs na tribuna da Câmara de Vereadores de São Leopoldo

14 de setembro de 2021 - 19:38
Por Sônia Bettinelli

Embora nenhum governista tenha usado a tribuna da Câmara de Vereadores de São Leopoldo, na sessão de hoje (14),  para se posicionar sobre o projeto do Executivo, para reduzir  de 10 para seis (6) salários mínimos o pagamento de RPVs – Requisições de Pequeno Valor – nos bastidores da base governista, cresce o movimento de recuo.

Desdobramentos

E a sinalização de recuo veio da presidente da Câmara de Vereadores, Ana Affonso (PT). Por meio da assessoria, a presidente respondeu à coluna que …”o projeto está na pauta, mas ainda haverá diálogo entre entidades, governo e vereadores para buscar um entendimento. Então há possibilidade de não ser votado na quinta. Vamos aguardar os desdobramentos.”

Inconstitucional

Já o articulador do sétimo andar com a base governista, Ismael Mendonça, disse à coluna que a  inconstitucionalidade no projeto original, de quatro salários mínimos que ficaria abaixo do teto, foi corrigida. O substitutivo que está valendo é de seis salários mínimos.

Quem ganha menos

Ismael Mendonça defende que para a cidade a medida é boa. “Ninguém deixará de receber, cada um a seu tempo. E quem ganha menos não será prejudicado”, referindo-se ao máximo de pouco mais de R$ 6 mil.

Assunto ignorado

Entre os governistas que usaram a tribuna, a mudança de RPVs foi solenemente ignorada.

Pode piorar

Na visão dos vereadores Gabriel Dias (Cidadania), Falcão (MDB) e Brasil Oliveira (PSD) o prejuízo será sim para quem ganha menos em RPVs, como prestadores de serviço, os chamados pequenos credores que, assim como os servidores públicos, enfrentam dificuldades financeiras por conta da pandemia e depositam na prestação de serviços à Prefeitura, uma possibilidade de manter a sobrevivência.

Perda de direitos

“Não há dúvida que essa medida é perda de direito do servidor”, disse Falcão. Gabriel Dias usou uma expressão popular. “Sobre precatório é o Poder Público, em todas as suas esferas dizendo devo, não nego e pago quando puder”.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo