Esquema de receptação de fios de cobre é desvendado pela Polícia Civil de Esteio

17 de julho de 2021 - 10:58

Uma ação da Polícia Civil de Esteio, batizada de Operação Aeris e coordenada pela Delegada Luciane Bertoletti, conseguiu prender três pessoas por furto e roubo de fios de cobre em diversas cidades da região Metropolitana.

Conforme a polícia, A ação policial batizada de Operação Aeris, foi realizada com a finalidade de identificar fios de cobre furtados ou roubados que estavam sendo comercializados em comércios de peças, metais e ferros-velhos da região metropolitana.

 

os 26 quilos apreendidos de fios de cobre furtados ou roubados de empresas de telecomunicações de diversas partes da região metropolitana.

Policiais Civis da Delegacia de Polícia de Esteio – DP/ESTEIO, , após investigação,deflagram operação contra o furto e roubo de fios de cobre na região metropolitana.

 

O esquema consistia em: armazenar os fios de cobre dentro de sacos que estavam envoltos por fios de cobre verdadeiros.

Nessa etapa da operação AERIS foi cumprido mandado de busca e apreensão no Bairro Mathias Velho, em Canoas, onde os policiais apreenderam 26 quilos de cobre, escondidos no interior de sacos, no meio de outros fios de cobre de procedência lícita.

Foram presos o proprietário e dois funcionários do local já que esses fios são utilizados, exclusivamente, por empresas de telecomunicações sendo, dessa forma, proibida a venda no comércio aberto.

A Delegada Luciane Bertoletti, titular da DP de Esteio frisou que “esse crime gera um dano enorme para a sociedade, pois pode deixar bairros sem energia durante muitas horas, prejudicando serviços essenciais, como saúde e segurança”.

O Diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana – 2ª DPRM de Canoas, Delegado Mario Souza referiu que “a polícia civil está atenta e continuará realizando ações para combater esses delitos que afetam milhares de pessoas”, pois “a retirada criminosa dos fios causa prejuízo para iluminação e comunicações na região metropolitana afetando a todos.”

Os presos foram encaminhados ao sistema prisional

DENÚNCIAS ANÔNIMAS
LINHA DIRETA (51) 34259056
E-MAIL www.pc.rs.gov.br
WHATS (51) 98459 0259
www.pc.rs.gov.br

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo