Prefeitura de São Leopoldo foi procurada por pessoas que se disseram representantes da empresa Davati para compra de vacinas

5 de julho de 2021 - 17:03
Por Juliano Palinha e Sônia Bettinelli

A Prefeitura de São Leopoldo foi procurada por pessoas que se disseram representantes da empresa Davati Medical Supply para negociar a venda de doses das vacinas. A informação foi confirmada ao site Berlinda pela assessoria da prefeitura leopoldense que enviou nota e será postada na íntegra no final da matéria.

A oferta de vacinas  está no centro dos assuntos por  conta dos depoimentos  da CPI, em Brasília e nas reportagens como a veiculada ontem à noite no Fantástico, da Rede Globo. Hoje pela manhã, no programa Atualidade da Rádio Gaúcha, o presidente da Famurs, Maneco, reforçou o assunto dizendo que muitas prefeituras foram procuradas com propostas “mirabolantes”, porém sem detalhar as propostas. O site Berlinda contatou com as três prefeituras da região: São Leopoldo, Sapucaia do Sul e Esteio.

Por nota oficial a  Prefeitura de São Leopoldo explica  que entre fevereiro e março de 2021  ...assim como outros municípios gaúchos foi procurada por diversos vendedores e representantes de imunizantes contra  a covid-19..Entre eles a empresa Davati Medical Suplly. Na manifestação feita, a confirmação de interesse da vacina deveria atender por parte da empresa as seguintes condições:

1 – Que qualquer prosseguimento de negociação dependeria de um registro na ANVISA.
2- Que qualquer análise de futura compra depende do envio de documentos por parte da empresa ao Município comprovando a real existência das vacinas ofertadas e a efetiva comprovação de qualidade e origem. Como nenhuma resposta foi recebida o assunto foi encerrado. O Município não abriu nenhum processo de compra. (Nota na íntegra abaixo).

 

Resposta de Sapucaia do Sul e Esteio

A SMS não foi procurada, não temos conhecimento de a prefeitura ter sido procurada. Sapucaia assinou o termo na Famurs de interesse na aquisição de vacinas

A secretária municipal de Saúde de Esteio, Ana Boll, disse que não foi procurada com propostas para compra de vacina.

 

Confira a nota da Prefeitura de São Leopoldo

Com relação ao tema questionado, cabe informar que assim como diversos outros municípios gaúchos, São Leopoldo foi procurada por diversos vendedores e representantes de imunizantes contra a Covid-19, entre fevereiro e março de 2021, especialmente no período de maior incertezas sobre a aquisição de vacinas por parte do Ministério da Saúde do Governo Federal. Entre eles a empresa Davati Medical Suplly, também fez contato e a oferta das vacinas, ao qual, o Município de São Leopoldo manifestou interesse pela aquisição como intermediador dos consórcios que pertence, tanto da Granpal, quanto da Famurs e da Frente Nacional de Prefeitos – FNP.

Na manifestação feita, a confirmação de interesse da vacina deveria atender por parte da empresa as seguintes condições:
1 – Que qualquer prosseguimento de negociação dependeria de um registro na ANVISA.
2- Que qualquer análise de futura compra depende do envio de documentos por parte da empresa ao Município comprovando a real existência das vacinas ofertadas e a efetiva comprovação de qualidade e origem.

Como nenhuma resposta foi recebida o assunto foi encerrado. O Município não abriu nenhum processo de compra.

De lá para cá, mesmo que ainda em quantidades menores que o necessário o Ministério da Saúde vem garantindo doses ao Município de São Leopoldo.

Prefeitura de São Leopoldo

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo