Vigilância da Saúde de São Leopoldo realiza a 4.ª aplicação de inseticida contra a dengue na região central

14 de maio de 2021 - 15:41

A Vigilância em Saúde de São Leopoldo executou a quarta aplicação de inseticida, de um total de cinco, contra o mosquito Aedes aegypti na região central de São Leopoldo. Num primeiro momento, agentes de combate a endemias percorrem as ruas orientando pedestres e moradores sobre o trabalho. Em seguida, a equipe terceirizada fez a aplicação na calçada e nos pátios. A ação ocorreu nas quadras próximas da avenida Mauá e das ruas André Rebouças e Osvaldo Aranha.

Na última semana foi confirmado o primeiro caso autóctone de dengue do ano. Ou seja, que não foi trazido de fora. Desde quando ainda era considerado suspeito, ações de orientação e aplicação de veneno foram feitas no entorno. A prática é chamada de Pesquisa Vetorial Especial (PVE), indicada pelo Ministério da Saúde como ação de bloqueio. Nesse ano, São Leopoldo contabilizou dois casos: um trazido de fora e outro, local. Os dois pacientes estão recuperados.

Apesar da pandemia, as equipes da prefeitura nunca pararam. Diariamente pontos estratégicos como borracharias, ferros-velhos, floriculturas e cemitérios são vistoriados por agentes de combate às endemias. Ainda que as vistorias nas residências não estejam acontecendo por conta das restrições impostas pelo coronavírus, a Secretaria da Saúde reforça a importância dos moradores do município continuarem com os cuidados e medidas, evitando assim o risco do surgimento de possíveis criadouros para o mosquito.

“Estamos zelando até o limite de onde podemos. Trabalhamos preventivamente em borracharias, cemitérios, floriculturas, entre outros locais de risco, e em ações como a de hoje, orientando e aplicando inseticida. No entanto, novamente pedimos que, na parte de dentro das residências, os moradores colaborem. Doenças como a dengue não tem necessariamente relação com sujeira, pois o mosquito se reproduz em água limpa. Pedimos por isso atenção com potes de plantas, ou mesmo o pote do animal de estimação, pneus e todo recipiente que acumule água”, alertou o secretário da Saúde Marcel Frison.

 

  • Cuidados dentro das casas e apartamentos
  • – Tampe os tonéis e caixas d’água;
    – Mantenha as calhas sempre limpas;
    – Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
    – Mantenha lixeiras bem tampadas;
    – Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
    – Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
    – Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais.
  • Área externa de casas e condomínios
  • – Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas;
    – A água da piscina deve ser tratada o ano inteiro;
    – Limpe ralos e canaletas externas;
    – Atenção com bromélias, babosas e outras plantas que podem acumular água;
    – Deixe lonas bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;
    – Guarde os pneus em local coberto ou fure-os para que não acumulem água;
    – Não deixe água da chuva acumulada em qualquer lugar.
Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo