Festa clandestina de pagode com 107 pessoas é encerrada e cada participante foi multado em R$ 750

24 de abril de 2021 - 11:31

Em Caxias do Sul, a  equipe de fiscalização, após denúncias da comunidade, encerrou uma festa clandestina com 107 pessoas em um bar no bairro Esplanada, ontem (23) à noite. No espaço, com cerca de 30m², acontecia um show de pagode. O responsável pelo estabelecimento foi autuado e multado por promover aglomeração durante a pandemia de covid-19. Além disso, todos os participantes tiveram multas de R$ 750 lavradas por crime contra a saúde pública .

O secretário de Urbanismo, João Uez, lamenta que ainda existam pessoas que insistam em promover eventos. “Estamos há mais de um ano trabalhando para que os decretos vigentes que estabelecem medidas sanitárias no combate ao coronavírus sejam cumpridos. Mesmo com toda mídia divulgando o que pode e o que não pode funcionar, nos deparamos com mais essa festa clandestina. Para nossa surpresa, quando a porta ergueu, mais de cem pessoas saíram de um espaço de 5mX6m”. Uez ressalta que todos os presentes no evento receberam multa no valor de R$ 750.

 

Mais aglomeração pela cidade 

Na sequência o grupo atendeu uma denúncia no distrito de Ana Rech, onde um bar atendia depois do horário permitido. O proprietário foi autuado e multado. Três frequentadores também foram multados pelo desuso da máscara.

Um aglomeração com cerca de 20 pessoas também foi dispersada em um loteamento em São Giácomo.

Enquanto isso, na região central da cidade, outra equipe vistoriou três bares, todos funcionando de acordo com a legislação vigente. Uma aglomeração na rua Sinimbu foi dispersada e 5 autuações foram aplicadas por consumo de bebida alcoólica em via pública. Por fim, o grupo também encerrou uma janta que ocorria em uma barbearia.

Já a fiscalização de Trânsito (SMTTM) realizou 13 autuações, recolheu um veículo e três documentos de habilitação. Dos 15 motoristas abordados, 5 foram flagrados dirigindo sob influência de álcool. Ou seja,

33,33%  dos condutores estavam dirigindo sob efeito de álcool. Nenhum deles foi preso em flagrante por atingir índice superior a 0,33 mg de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Os fiscais também encontraram duas pessoas dirigindo sem CNH.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo