Obras de drenagem no loteamento Jardim Viaduto será em 3 etapas e investimento de R$ 6 milhões

7 de abril de 2021 - 14:01

As obras de drenagem pluvial no loteamento Jardim Viaduto, bairro Scharlau, será três etapas, com previsão de três anos para a conclusão e um investimento de R$ 6 milhões de recursos próprios da Prefeitura Municipal de São Leopoldo.

O anúncio foi feito pelo prefeito Ary Vanazzi em uma reunião virtual com a moradores da região organizada pela Secretaria Municipal do Orçamento Participativo (Semop). A execução da obra será por conta da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Semov) e teve início nesta quarta-feira, 7 de abril.

A primeira fase envolve a construção de uma nova galeria de drenagem com 2x3m de diâmetro na avenida Thomas Edison, entre a avenida Atalíbio T. de Resende e a rua Niterói. Nessa etapa serão investidos R$ 2 milhões e a expectativa é de 4 a 5 meses para a conclusão.

O prefeito Vanazzi reiterou o compromisso da sua gestão em qualificar a infraestrutura da cidade. “Desde o início do mandato anterior em 2017 trabalhamos para melhorar a condição precária que recebemos a cidade. Investimos em pavimentação, limpeza, roçada, iluminação e na drenagem. Na região do Jardim Viaduto fizemos umas ações paliativas e agora teremos um trabalho mais consistente para minimizar os alagamentos. É a maior obra que vamos realizar na região”, afirmou Vanazzi.

O secretário de Obras e Viação, Geraldo Passos, explicou como será a execução da obra. “Será um trabalho complexo que se fosse mais simples já teria sido resolvido. Trata-se de um planejamento do governo e teremos que atuar de forma pontual uma vez que os recursos são escassos. Serão três etapas com a construção de uma galeria de 2x3m entre a rua Niterói e a avenida Thomas Edison. Na segunda fase vamos fazer uma canalização de 1.200 milímetros entre as ruas Niterói e Iguaçu. Por fim, até a rua Sergipe com a instalação de uma tubulação também de 1.200 de tubulação”, explicou.

A titular da Semop, Angélica Severo, lembrou que foi feita uma macrodrenagem na Atalíbio e não foi suficiente para melhorar as condições de drenagem. “Agora estamos trabalhando com recursos próprios para minimizar os alagamentos nessa região. A Articulação entre o governo e a comunidade, através desta reunião virtual é uma forma de manter este diálogo franco. Por orientação do prefeito Vanazzi, vamos criar uma comissão entre o OP e a comunidade para acompanhar o andamento da obra”, revelou.

 

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo