Duplicação da ponte da BR-116 sobre o Rio dos Sinos deve gerar investimento para o Parque Rua da Praia

12 de março de 2021 - 14:07
Por Juliano Palinha

O princípio do desenvolvimento sustentável é conciliar as atividades econômicas de forma a manter o equilíbrio ecológico. Por esse motivo que São Leopoldo deve ser compensado pelas obras que serão realizadas na duplicação da ponte da BR-116 sobre o Rio dos Sinos. Conforme explica o secretário municipal de Meio Ambiente, Anderson Etter, como haverá necessidade de suprimir alguma vegetação, o licenciamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que autorizou a obra, indica a obrigatoriedade de compensação.

“O Ibama já emitiu a licença e a obra vai gerar alguns danos como a supressão de vegetais e por consequência é necessária uma compensação. Estamos discutindo com o consórcio responsável que o investimento sejam direcionados no Parque Rua da Praia. Vamos observar as medidas mais adequadas para qualificar este espaço”, apontou.

Ainda de acordo com o secretário, todo empreendimento há necessidade de serem aplicadas algumas medidas mitigatórias, para compensar as intervenções que são necessárias. “Durante todo o período de execução das atividades deverão ser adotadas medidas que promovam a gestão adequada dos resíduos sólidos, dos efluentes líquidos, dos ruídos e das emissões atmosféricas, contenção de sedimentos em locais próximos à drenagem e/ou cursos d’água e o controle de erosão, com o objetivo de monitorar e mitigar os impactos ambientais decorrentes da execução das obras, sem prejuízo de aplicação outras medidas consideradas necessárias”.

Pontes sobre o Rio dos Sinos e sua várzea

As novas estruturas terão extensão de 101,4 metros cada por 11,3 metros de largura. Serão quatro fundações no leito do rio e duas nas extremidades. Haverá acessos à via lateral.

 

Parque Rua da Praia

O Parque Rua da Praia – Neustadt é um parque urbano com características históricas e naturais que visa promover a recuperação e preservação ambiental, histórica, cultural e turística da orla do Rio dos Sinos e bairros adjacentes, restabelecendo a função social do espaço urbano e o uso sustentável dos recursos naturais.

O Museu do Rio dos Sinos é definido por Lei Municipal como a Sede Administrativa do Parque Rua da Praia – Neustadt. Por Decreto Municipal foi unificado o Projeto de Revitalização Socioambiental da Rua da Praia (antiga Rua da Margem), com o Projeto Neustadt, Memorial Henrique Prieto e Projeto Casa de Cultura Ecológica, instituindo o Parque Rua da Praia – Neustadt e criando o Conselho Consultivo do Parque Rua da Praia – Neustadt.

O Parque Rua da Praia é gerido pela Prefeitura Municipal de São Leopoldo por meio da Diretoria do Centro Roessler e Museu do Rio, órgão diretivo da Semmam.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo