Agricultores de Lomba Grande com o selo da SUSAF podem comercializar seus produtos em todo o Estado

15 de fevereiro de 2021 - 19:47

A agricultura familiar em Lomba Grande passa por um momento histórico. Uma demanda de anos se concretiza agora e possibilita que produtores rurais de Novo Hamburgo possam, enfim, comercializar seus produtos em todo o Estado. Na manhã da última quinta-feira, a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Paraskevi Bessa-Rodrigues, acompanhada pelo diretor de Fomento ao Desenvolvimento Rural, Rogério Schonardie, visitou a primeira Agroindústria Familiar de Novo Hamburgo certificada com o selo SUSAF (Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte), Granja Avícola Sítio dos Canários, propriedade de Carlos Alberto Braatz Kussler, com foco na produção de ovos.

Para a prefeita Fátima Daudt, a conquista de Kussler representa o início de um grande movimento no sentido de concretizar mais uma das propostas apresentadas pela gestão municipal. “Nosso foco é o crescimento, o desenvolvimento. E isso não é possível sem a valorização e reconhecimento de nosso produtor rural, cuja iniciativa e trabalho são reconhecidos muito além da região. E este é o primeiro passo no sentido de incentivar nosso bairro rural para que produza e forneça seus produtos para todo o Estado”, enfatiza a prefeita.

Agora, os produtores que conquistarem o selo do SUSAF e que estiverem registrados no SIM (Serviço de Inspeção Municipal) podem comercializar em todo o Rio Grande do Sul, o que, de outra forma, só caberia àqueles registrados na Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) por meio do CISPOA (Serviço Estadual de Inspeção).

A proposta é promover a equivalência entre o SIM e o Serviço de Inspeção Estadual, harmonizando os procedimentos de registro, inspeção e fiscalização das agroindústrias de pequeno porte de origem animal. Portanto, o SUSAF amplia o mercado dos produtos das agroindústrias municipais para todo o Estado, trazendo um incremento de renda ao produtor e ao município através do retorno do ICMS.

A secretária destaca que este processo dá uma maior visibilidade do produtor e de seus produtos, junto ao trabalho desenvolvido no município, com identidade, qualidade e fiscalização. “É um triunfo para nossa administração, e é importante destacar o empenho de muitas pessoas, uma cadeia grande de quem quer e precisa do desenvolvimento de nossa cidade”, afirma Paraskevi.

Agora, Kussler vislumbra a execução do projeto de expansão de suas vendas, num primeiro momento em cidades da região do Vale do Sinos e Região Metropolitana. Da produção semanal, cerca de 30% a 40% devem ser destinados a esta abertura. “É uma possibilidade que se abre e só temos a comemorar, agradecemos à Prefeitura pelo empenho”, diz o produtor.

Schonardie se mostra satisfeito com o resultado e com as perspectivas para o futuro. “O que vemos agora é um início muito promissor, algo que vai colocar nossas propostas de desenvolvimento em destaque para todo o Estado, estamos reforçando nossa vocação e nossa postura de referência”, avalia o diretor.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo